Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de julho de 2013

ANÁLISE DE TIRINHAS (21) - A arte e os seus efeitos no leitor


No livro A Leitura (SP: Editora da Unesp, 2002), Vincent Jouve informa que, ao recriar uma obra literária na imaginação, o leitor incorpora comportamentos, atitudes, crenças, ideias, etc. contidos na trama da narrativa lida e acionados pelas ações das personagens. 

Lembro-me que, principalmente na minha infância, muitos dos comportamentos dos artistas de filmes eram imitados por mim e por outros meninos do meu grupo. Até mesmo o linguajar era imitado, com os garotos balbuciando sons que eram entendidos na comunidade de crianças, mas que, em verdade, não queriam dizer absolutamente nada.

Umberto Eco, em várias obras, também fala da capacidade da literatura em evocar as "imagens-tela", ou seja, fazer com o leitor, a partir de determinados trechos da obra, produza lembranças de situações concretamente vividas em sua trajetória existencial. Não tenho dúvidas de que quanto maior a cumplicidade do contido na narrativa com a vida do leitor, maior será o enredamento, maior a ligação entre os dois, fazendo com a leitura flua prazerosamente para a frente.

Na tirinha acima, o personagem assumiu um comportamento de um líder mafioso, conforme mostrado em O Poderoso Chefão, série dirigida por Francis Coppola, baseada no livro de Mario Puzo. E aqui a caricatura é extrema, pois no filme o chefão, no intuito de resolver os problemas de sua família, manda matar todos os demais líderes de outras famílias. 

Nenhum comentário: