Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

O SABOR DA PALAVRA POÉTICA

Notas sobre a arte da poesia

Dylan Thomas

Eu nunca poderia ter sonhado que houvesse tais acontecimentos
no mundo por entre as capas dos livros,
essas tempestades e explosões de palavras...
essa paz impressionante, essa alegria enorme,
essas e tantas outras luzes ofuscantes...
esparramando-se por sobre as páginas
em um milhão de partes e pedaços
todos os quais foram palavras, palavras, palavras,
e cada qual estivera viva para sempre
em seu próprio prazer e glória e estranheza e luz.

                Tradução: Ezequiel Theodoro da Silva

Nenhum comentário: